Katy Cardoso

Drª Veruza Sampaio, Médica Pós Graduada Em Dermatologia, Medicina Estética, Ortomolecular e Nutrologia, Irá Atender, A Partir Do Dia 26 De Fevereiro, No Centro Médico São Lucas De Jequié

A mudança, que irá agregar novidades e parcerias para a Clínica, está sendo preparada com muito carinho e capricho para manter uma qualidade e eficiência nos atendimentos feitos pela equipe desta doutora que confiamos e acreditamos no potencial.

Drª Veruza Sampaio atua em gestão em qualidade de viver com foco na MEDICINA E ESTÉTICA.  Área de atuação que cuida da imagem corporal harmônica, proporcionando uma autoestima elevada, a qual pode ser alcançada com a realização de melhorias comportamentais e complementada por procedimentos de forma cuidadosa e minimamente invasiva. Para essa prática, a médica aplica o conhecimento adquirido em várias especialidades.

A Clínica realiza vários procedimentos, o interessante é você navegar no site para ficar por dentro de tudo. Acesse este link abaixo (é só clicar!). 

Procedimentos

 

Entendendo a importância e abrangência necessária de conhecimentos para trabalhar com a MEDICINA ESTÉTICA, consequentemente com a autoestima,  procurei  aprofundar-me  no  conhecimento  através  de  cursos  em especialidades  afins,  as  quais,  direta  ou  indiretamente,  proporcionam  uma  atuação  mais  ampla  e  eficaz: dermatologia, medicina para estudo do envelhecimento saudável, ortomolecular, nutrologia, nutrição funcional, fitoterapia funcional e endocrinologia. Esse conhecimento adquirido, me promove a certeza de honrar a minha profissão, através de uma prática ética e cuidadosa.

Por Drª Veruza Sampaio

CREMEB 13786 RQE 12013

Centro Médico São Lucas

Av. Rio Branco, 847, Centro – Jequié

Fone: 73 3525-6217 / 73 3525-8577 (ramal 21) / 3525-3180

WhatsApp: 73 98854-6989

Pois é, novidades é sempre muito bom! Falar de Veruza, é falar de uma excelente profissional em tudo que realiza. Super competente, viaja para se aperfeiçoar sempre, estuda muito e nos atende com uma delicadeza tamanha, o que faz dela uma super médica amiga. A gente ama tudo que ela faz! Eu sou super fã, tenho muitas amigas que pensam da mesma forma que eu e que são clientes fies. Desejo a toda equipe mais sucesso ainda! E pode me esperar que estarei em breve para conhecer as novas instalações e claro para cuidar da pele e da saúde. Amei a novidade!



Chips De Mandioca

300 g de mandioca

Sal a gosto

Pimenta-do-reino a gosto

Azeite para untar

Modo de Preparo

Descasque e lave bem a mandioca

Em seguida, com o auxílio de uma faca ou cortador de legumes, corte a mandioca em fatias bem finas

Após, unte um tabuleiro com azeite e disponha as fatias de mandioca sem sobrepô-las

Leve ao forno a 180º C por aproximadamente 40 minutos ou até que estejam douradas e crocantes

Você pode usar outros temperos desidratados, como orégano e outras ervas, ou a pimenta de sua preferência.

Vou fazer! Deu água na boca. Parece muito bom! Super saudável.


BOTICARIO

Podemos Fritar Com Azeite?

Um dos maiores mitos que existe é de que não pode fritar ou cozinhar com Azeite de Oliva porque se transforma em um Óleo ruim pra sua saúde! Será isso verdade ou apenas algo criado pela indústria dos óleos de canola?
Por um lado, é um fato conhecido de que o azeite está cheio de gorduras saudáveis ​​e monoinsaturadas, que ajudam a reduzir o colesterol ruim e menor risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral, de acordo com a American Heart Association ( aquela mesma que falou besteira sobre Óleo de Coco! São controversos não?) Por outro lado, há um “ponto de fumaça”, ou a temperatura a que o óleo começa a quebrar, perder seus benefícios para a saúde e produzir produtos químicos que não são tão bons para você. E o azeite tem um ponto de fumaça relativamente baixo 160ºC para extra virgem e 215 ° C para virgem. Sim, todos os óleos têm uma temperatura na qual eles começam a quebrar e não são mais considerados saudáveis ​​ou saborosos, incluindo o azeite. TODOS OS ÓLEOS! Não é exclusividade do Azeite.


Na verdade, o azeite é um dos óleos vegetais mais estáveis ​​sob condições de cozimento / aquecimento, a composição de ácidos graxos (principalmente formada por gordura monoinsaturada), permite que o azeite seja mais resistente do que outros óleos, uma vez que é menos insaturado do que a maioria dos outros óleos vegetais.


Tente não ultrapassar o ponto de fumaça e seja feliz! Por exemplo, o ponto de fumaça do Óleo de Coco é menor que do Azeite, é de 176 graus Celsius e do Óleo de canola ( aquele veneno ) é de aproximadamente 230 graus, quase igual o do Azeite. Então pra fritar? Vai no Azeite que vai bem, no Óleo de Coco , na banha de porco … Escolha um AZEITE EXTRA-VIRGEM PRENSADO A FRIO EM VIDRO ESCURO.

By @rodrigoschroder


Arroz Branco x Arroz Integral. Qual O Melhor?

Por muitas vezes, o arroz branco é demonizado enquanto o integral é considerado superior, mais saudável. Porém, como podem ver acima, a diferença de macronutrientes (assim como de micro), entre eles, é muito pequena.
Um alimento não deve ser considerado “ruim” apenas porque não possui todas as vitaminas e minerais que você precisa. Nem mesmo o ovo que é o 2º alimento mais completo, perdendo apenas para o leite materno, tem todos os nutrientes essenciais. Devemos ter uma refeição com variedade alimentar, com foco na qualidade dos alimentos.
Se a meta é ganho de peso, hipertrofia, o arroz é uma ótima opção de carboidrato na dieta. Se o objetivo é emagrecimento, é necessário atenção a quantidade e ao acompanhamento, pois é o que vai ditar a CARGA GLICÊMICA, ou seja, a velocidade que a refeição como um todo terá impacto na glicemia. Não adianta olhar só para o IG (índice glicêmico) se os alimentos ofertam uma variedade de nutrientes e eles interagem entre si. A redução de gordura corporal, visando saúde, é resultado do balanço energético negativo (menos calorias) mas também secreção de insulina pós-prandial (liberação de insulina após uma refeição). Não é necessário, nem viável picos insulinêmicos, a não ser em casos específicos, em momentos estratégicos que o seu nutricionista irá orientar.
Em algumas estratégias nutricionais, que são temporárias, talvez esse alimento não seja a melhor opção mas a INDIVIDUALIDADE tem que ser respeitada e tudo na nutrição é adaptável. Não adianta sair restringindo tudo e não ter aderência a dieta.
Afinal, se arroz fosse o vilão e o maior problema das dietas não funcionarem, a China, país onde predomina o queridinho arroz, não seria referência em pessoas magras e saudáveis.
FOQUE NO TODO, na refeição por completa e na composição nutricional do seu dia. Não demonize um ALIMENTO. Esse olhar você deveria ter para PRODUTOS ALIMENTÍCIOS. .
O valor nutricional calculei baseado em 80g, segundo a TACO (Tabela de Composição de Alimentos). VEJAM BEM: estou falando numa porção de 80g. EQUILÍBRIO é fundamental.

Qual você gosta mais, arroz integral ou arroz branco? Gostou de saber disso?

Juro que não sabia que a diferença era tão pouca. Ótimo post. Eu não gosto muito de nenhum, só como mesmo de acompanhamento quando é necessário, mas prefiro em questão de saúde o integral. Agora depois desse post… o que tiver vou consumir, tendo cuidado com a quantidade e o “todo” do prato.

Post @blogdanutri


Ghee: Manteiga Clarificada É Opção Saudável Para Substituir A Tradicional Manteiga

Ela é um óleo puro, sem toxinas e sal, extraído da manteiga, num processo em que inclusive a lactose é removida.

Escrito por Tais Romanelli

Com a crescente procura por alimentos mais saudáveis, um “novo tipo” de manteiga ganhou destaque, tornando-se praticamente indispensável no cardápio das pessoas adeptas de uma alimentação equilibrada e mais natural possível: o ghee. Também conhecido como manteiga clarificada ou manteiga ghi, é utilizado na medicina Ayurveda e na cultura indiana como um alimento curativo e rejuvenescedor.

Giovana Morbi, nutricionista ortomolecular, explica que o ghee, mais conhecido como manteiga clarificada, é muito popular na cozinha indiana. “Se você conversar com um verdadeiro indiano, ele dirá que ghee e manteiga clarificada não são a mesma coisa. Porém, na verdade, existe apenas uma diferença pequena entre ambos, que é uma das etapas do processo de produção. Mas nada significativo”, diz. Por isso, no Brasil, o ghee é chamado sem problemas de manteiga clarificada.

Como muita gente já sabe, a vaca é um animal sagrado na Índia. Assim, pelo fato de o ghee ser preparado a partir do leite da vaca, é considerado um alimento muito poderoso, de acordo com a nutricionista Giovana.

“A manteiga clarificada nada mais é do que um óleo puro, sem toxinas e sal, extraído da manteiga (como o próprio nome diz), num processo em que a água, os componentes sólidos e toxinas provenientes da gordura do leite da vaca são removidos, inclusive a lactose. Por isso, de uma forma geral, pode ser consumida por intolerantes à lactose”, esclarece Giovana.

Benefícios do ghee para a saúde

Mas, afinal, quais benefícios o ghee (ou manteiga clarificada) oferece à saúde? Por que substituir a manteiga tradicional pela clarificada? Giovana ressalta que, na Ayurveda, o ghee é considerado um alimento regenerador e rejuvenescedor. Entre os benefícios que oferece à saúde, estão:

É benéfico para o fígado;

Fortalece as defesas naturais do organismo;

É bom para problemas gastrintestinais (é muito utilizado no tratamento de úlceras);

Favorece a saúde dos pulmões;

Ajuda a melhorar a memória;

Ajuda a deixar as articulações mais elásticas, resultando num menor risco de hipertensão e doenças cardiovasculares;

É excelente para a digestão, pois estimula a produção de sucos gástricos;

É versátil, podendo ser utilizado inclusive em preparações que vão ao fogo por bastante tempo;

Pode ser uma opção para alérgicos à lactose (mas isso depende do nível de sensibilidade da alergia da pessoa, por isso deve ser visto com cautela, e orientado por profissional da saúde).

Aqui em Jaguaquara não encontramos essa manteiga em nenhum lugar, até onde eu sei, e o valor dela é na faixa de R$ 49,00 (500g). A mulherada estava querendo saber a respeito do assunto e onde poderia encontrar aqui. Você sabe onde tem?

Assim, vi este post no site dicasdemulher.com.br e achei super interessante. Vi também no mesmo site que podemos fazer em casa. Veja no post abaixo:



Como Fazer O Ghee? Repost: dicasdemulher.com.br

A manteiga clarificada pode ser encontrada hoje na maioria das lojas de produtos naturais. Mas, quem preferir, pode produzir a sua! Há várias maneiras de preparar, de acordo com Giovana, mas, abaixo, a nutricionista ensina uma delas.

Você vai precisar de:

500 gramas de manteiga SEM SAL

Uma panela alta ou de fundo grosso

Um tecido de algodão

Modo de preparo:

Na panela, coloque toda a manteiga e leve ao fogo baixo para que ela derreta lentamente. Se a manteiga queimar, não fica bom.

Deixe cozinhar até formar uma espuma branca na superfície (detalhe: essa espuma branca nada mais é do que lactose).

Retire a espuma lentamente com uma escumadeira ou colher grande.

Repita o processo até que a espuma para de se formar (o que vai demorar dependendo da quantidade de manteiga que usar e da qualidade dela).

Depois de retirar absolutamente toda a espuma branca, deixe a manteiga descansar por uns 30 minutos para que o restante dos sólidos desça para o fundo da panela.

Coe o líquido. Você pode usar um pano limpo de algodão ou gaze estéril para auxiliar.

Coloque em um pote de vidro com tampa e armazene na geladeira (para durar mais).

De acordo com a nutricionista, a receita rende 400 gramas de manteiga clarificada. “Não precisa guardar na geladeira, mas é bom para durar mais. Ela não fica rançosa e tem validade de 3 meses”, diz.

Abaixo você confere um vídeo também ensinando uma maneira de preparar a manteiga clarificada em casa:

 

Esses dias eu vi no instagram de Flavia Baraky ela fazendo a Ghee. Vou fazer em casa. Bora fazer né?

Site: dicasdemulher.com.br

BOTICARIO

Hemoba Alerta Para Doação De Sangue Antes De Vacina Contra Febre Amarela

Foto: Carol Garcia/GOVBA

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), iniciou ação de conscientização para que a população se dirija aos postos de coleta e realize a doação de sangue antes de tomar a vacina contra a febre amarela. Após ser imunizado contra a doença, o voluntário fica impossibilitado de doar sangue por quatro semanas. Na Bahia, a campanha de proteção contra o vírus começa no dia 19 de fevereiro.

A diretora de hemoterapia da Hemoba, Iraildes Santana, explica que este período de interrupção no ciclo de doação é uma medida de segurança. “As pessoas que são vacinadas contra a febre amarela devem permanecer afastadas da doação por 30 dias, a partir da data que tomou a vacina. Por isso, fazemos esse alerta à população para que antes de vacinar compareça ao serviço de doação de sangue A interrupção na doação é para evitar qualquer risco que possa ocorrer de transmissão da infecção por via transfusional”.

Além da restrição para quem irá tomar a vacina contra a febre amarela, a Hemoba costuma registrar uma baixa no estoque de bolsas de sangue neste período do ano, por conta da proximidade do Carnaval e de outros festejos populares. Somente o Hemocentro Central, que fica em Salvador, tem a necessidade diária de captação de 250 bolsas de sangue para que o estoque alcance um número satisfatório para atender à demanda da população. Entretanto, a fundação está captando apenas cerca de 150 bolsas diariamente.

“Nesse período de festas populares, a gente experimenta uma redução do número de doações. É uma redução natural porque as pessoas estão em férias, viajando e, por isso, fazemos esse alerta para a restrição do número de doadores. Antes das festas e da vacinação, compareça aos postos da Hemoba e faça a sua doação”, destaca Iraildes.

Doação regular

O fisioterapeuta Fernando Rodrigues é doador regular e aprendeu com o pai sobre a importância da doação. Ele começou a doar aos 18 anos e comparece ao Hemoba a cada dois meses para fazer a coleta. “Agora, com 36 anos, continuo doando sangue e plaquetas regularmente. Esse é um ato que leva apenas alguns minutos do nosso dia e, com certeza, vai ajudar um número grande de pessoas”.

O diretor de coleta da Hemoba, Marcelo Matos, lembra que qualquer pessoa entre 16 e 69 anos pode comparecer aos postos de coleta e realizar a doação. Ele ainda explica que o procedimento é bastante simples. “O voluntário chegará ao hemocentro e levará em média 40 minutos, incluído a triagem e o ato de doação em si e alguns minutos de repouso. Pedimos à população que venha participar com a gente dessa missão que é salvar vidas. Vamos doar sangue antes de cair na folia”.

Além de Salvador, mais 21 municípios da Bahia estão aptos a receber a doação de sangue. A lista completa com os pontos e horários de coleta pode ser consultada no site da Fundação Hemoba (www.hemoba.ba.gov.br).



Alimentos Da Moda: Saiba O Que Será Tendência Na Alimentação Saudável Nesse Ano

Todo ano uma lista de ingredientes entra em ação e vira mania para quem sempre busca seguir uma alimentação saudável. E, em 2018, não poderia ser diferente. Alguns produtos serão tendências para dietas e regimes e servirão como alternativas naturais de nutrientes para refeições do dia a dia. Então, sendo assim, luz na passarela para acompanharmos o desfile dos alimentos que serão os mais vistos e desejados nesse ano. Saiba também os reais benefícios deles e as melhores formas de aproveitá-los no dia a dia.

A alimentação saudável é uma das primeiras ações para quem busca melhorar a qualidade de vida. Contudo, ela deve ser orientada por um profissional da área (nutricionista, nutrólogo ou médico) e conciliada a um estilo de vida natural e saudável, principalmente combinado às atividades físicas regulares. Assim, com toda a certeza, o plano alimentar estará correto e poderemos usufruir melhor os benefícios de cada alimento. Veja, abaixo, os alimentos que serão destaques em 2018.

10 alimentos sudáveis que serão destaques no ano de 2018

01 – ÓLEO DE COCO: Se o ano passado já foi de bastante destaque para esse produto, 2018 promete ainda mais. Apesar de já sabermos dos benefícios do óleo de coco, cada vez mais são descobertos novas vantagens de utilizarmos esse ingrediente em nossas preparações do dia a dia. Consumido moderadamente, ele também é um fonte interessante para assuntos de beleza. As propriedades do alimento ajudam a fortalecer os fios de cabelo e a pele hidratada por mais tempo.

Na cozinha, o óleo de coco pode ser aproveitado das mais diferentes maneiras. Pode ser usado em substituição aos óleos tradicionais, no preparo de doces ou, até mesmo, como tempero para saladas.

02 – JACA: Quem diria que entre todas as frutas, nós destacaríamos os benefícios da jaca, hein? Pois é, a verdade é que esse alimento é poderoso nutricionalmente e pode se encaixar perfeitamente a qualquer tipo de alimentação. Dentre suas principais vantagens para a saúde, o consumo dessa fruta está associada a melhora da digestão, aumento da imunidade, maior energia para o organismo e combate à anemia. Incrível, não?

Na cozinha, a gente pode aproveitar a jaca integralmente. Além de sua polpa, os caroços também podem fazer parte de um plano alimentar em pães, biscoitos, farofas, doces como a paçoca, além de substituir a farinha de mandioca, por exemplo.

03 – AVEIA: Entra ano, sai ano, esse ingrediente sempre está em alta na alimentação saudável. Rica fonte de fibras alimentares, a aveia é uma aliada das dietas de perda de peso ou emagrecimento.

Na cozinha, a aveia pode ser utilizada como farinha, farelo ou flocos, ou, até mesmo, pura para acompanhar bebidas. A aveia se encaixa com praticamente tudo em nossa alimentação.

04 – POLVO: Quem não resiste a um prato de frutos do mar, o polvo é a bola da vez de 2018. Extremamente saboroso, o alimento é uma proteína poderosa para a nossa saúde e também apresenta diversos nutrientes importantes para o bom trabalho do nosso organismo. Dentre eles, destaca-se a presença do ômega 3, ácido graxo considerado uma “gordura boa” e que ajuda na produção de hormônios no corpo e fortalece o coração.

Na cozinha, as formas mais saudáveis de preparar o polvo são grelhados, salteados, cozidos, assados, marinados ou como vinagrete em pratos quentes ou frios.

05 – NAAN: Com um formato bem peculiar, circular e achatado, esse tradicional pão indiano chega com tudo nos cardápios brasileiros. Feito à base de trigo, ele é mais leve e saudável do que a maioria dos outros pães. Ele é uma ótima fonte de fibras alimentares, o que favorece a digestão e a saciedade.

Na cozinha, ele pode servir de acompanhamento para qualquer refeição. O pão geralmente é assado em um tandoor e também pode ser uma ótima alternativa para quem faz pizzas funcionais no dia a dia.

06 – CHIPS DE VEGETAIS: Quem adora um petisco, as opções naturais estão cada vez mais incríveis. Chips de batata doce, cenoura, abóbora, abobrinha… Os vegetais também podem ser deliciosos e perfeitos para abrir o apetite, com menos calorias e muito mais nutrientes para a saúde.

Na cozinha, além de petiscos, esses chips podem servir de acompanhamentos de pratos, como saladas e entradas.

07 – MATCHÁ: Erva oriental milenar no Japão e novidade no Brasil, o matchá é uma opção natural para o emagrecimento. Conhecido por seu efeito diurético, o ingrediente atua na perda de peso e no combate a retenção de líquido, desinchando o corpo.

Na cozinha, o matchá pode ser usado como chá verde ou em receitas de bolos e tortas. Ele também pode ser um delicioso sorvete, para uma sobremesa saudável e nutritiva

08 – ÓLEO DE GRAINHA DE UVA: Assim como o óleo de coco, o óleo de uva também aparece como uma ótima alternativa para substituir os óleos comuns em nossa alimentação. O produto é uma fonte rica de vitaminas, que dão muita energia ao organismo e protegem o nosso sistema imunológico.

Na cozinha, o óleo de grainha de uva pode ser usado para o preparo de receitas doces ou, até mesmo, acompanhando saladas.

09 – BEBIDA DE CLARA DE OVOS: Se no passado a “gemada de ovo” era um companheiro fiel dos esportistas, agora a clara é uma solução proteica para quem busca ganhar músculos e desenvolver o corpo.

Na cozinha, ela pode ser bebida pura ou servir como substituição do leite para pessoas intolerantes à lactose.

10 – GRÃO TEFF: Considerado o novo superalimento, o grão teff, em 2018, poderá entrar no patamar, por exemplo, da quinoa. Rica fonte de minerais e sem glúten, ela pode ser consumida sem culpa por pessoas celíacas.

Na cozinha, o cereal é uma ótima alternativa para ser usado como farinha em receitas de pães e bolos, por exemplo.

Repost Site Conquiste Sua Vida


Quais São Os Grupos Que Não Devem Tomar A Vacina Da Febre Amarela – E Como Podem Se Proteger. Leiam E Assistam O Vídeo – Bem Explicativo.

Brasil vive o maior surto de febre amarela silvestre das últimas décadas, segundo o Ministério da Saúde. Por isso, o governo federal iniciou uma campanha emergencial de vacinação com o objetivo de imunizar cerca de 20,6 milhões de pessoas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, novas áreas de concentração da doença, entre janeiro e março.

A preocupação decorre dos números. No primeiro semestre do ano passado, foram confirmados 777 casos em 21 Estados e no Distrito Federal. No segundo, foram 35 em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e no Distrito Federal – 145 ainda estão em investigação.

No entanto, diferentes grupos – como gestantes, idosos, pessoas em quimioterapia e em determinados tratamentos de saúde – não podem receber a vacina por causa dos riscos de reações graves.

Para esses indivíduos, a orientação é evitar picadas de mosquitos por meio do uso de camisas de mangas longas e calças compridas, mosquiteiros e repelentes – grávidas e mães de recém-nascidos, contudo, devem buscar orientação sobre possíveis reações alérgicas a essas substâncias. Se possível, é recomendado ainda buscar telas antimosquitos para os cômodos da casa.

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.

Transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, a forma silvestre da doença é a variedade que ainda provoca surtos no Brasil. O país não registra casos de febre amarela urbana, transmitida pelo Aedes aegypti, desde 1942.

A BBC Brasil conversou com diferentes especialistas sobre quem pode e quem não deve se vacinar – e por quê.

Por Que Há Contraindicação Para Algumas Pessoas?

A vacina contra a febre amarela é considerada altamente segura. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), dos EUA, eventos adversos sérios, que põem em risco a vida do paciente, ocorrem em 1 a cada 250 mil pessoas vacinadas.

Mas em determinados grupos de pacientes, como aqueles que estão com o sistema imunológico debilitado ou que têm alergias a elementos do ovo, a imunização pode causar problemas graves.

Esses efeitos ocorrem porque o imunizante contra a febre amarela possui o vírus vivo atenuado, que desaparece do organismo três semanas após a vacinação, em média.

Em um paciente com um sistema imunológico sadio, a vacina irá provocar as células de defesa para que criem anticorpos contra a doença. Isso significa que esse paciente, ao ser eventualmente picado no futuro por um mosquito infectado, terá os anticorpos necessários para combater o vírus.

“Quando a pessoa é vacinada, o vírus inoculado passa a se multiplicar no organismo do paciente. O sistema imunológico então identifica a atividade do vírus e começa a produzir células de defesa para combatê-lo”, explica André Siqueira, pesquisador do Laboratório de Pesquisa Clínica em Doenças Febris Agudas do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), da Fiocruz.

No entanto, se o sistema imunológico do paciente estiver enfraquecido por doenças sérias, como o câncer, a vacina pode criar um quadro semelhante ao da febre amarela em si. Por isso é importante realizar uma triagem antes de tomar a vacina, para garantir que não há contraindicações.

Doadores De Sangue

Pessoas que pretendem doar sangue devem esperar 30 dias após a vacinação para o procedimento.

O objetivo é evitar que o vírus vivo inoculado, circulante na corrente sanguínea do doador durante as três primeiras semanas após a vacinação, não acabe em um paciente que esteja com o sistema imunológico debilitado e cause reações adversas.

“É uma ação de prevenção que faz parte dos protocolos internacionais”, afirma Regiane Cardoso de Paula, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo.

Ela pede que o doadores procurem os hemocentros do município no qual residam antes do início da campanha de vacinação fracionada no Estado de São Paulo, que começará no dia 29 de janeiro.

É importante lembrar que o risco está para o paciente debilitado que receberá o sangue – e não para o doador.

“Pedimos que as pessoas doem sangue antes do Carnaval, período em que precisamos de doações. Os estoques dos hemocentros já estão baixos, porque janeiro é um período de férias em que as pessoas geralmente estão em viagem”, afirma a diretora.

Gestantes E Mulheres Que Amamentam

Grávidas e mulheres que estejam amamentando um bebê com menos de seis meses devem buscar orientação médica antes de tomar a vacina. A cautela é para evitar a possibilidade de reações alérgicas graves.

A orientação geral é que essas mulheres só sejam imunizadas se estiverem em área de risco de transmissão da doença.

“O médico vai fazer uma conta de risco e benefício”, diz Cardoso de Paula. “Se a grávida tiver mais de três meses de gestação e estiver próxima do foco da doença, a recomendação é que tome a vacina. Se puder se deslocar para um outro local em que a doença não seja endêmica, podemos avaliar se a vacina é dispensável.”

Bebês Com Menos De 9 Meses

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação apenas para os bebês acima de nove meses de idade. Para aqueles em áreas de alto risco da doença, a recomendação é a partir dos seis meses.

De acordo com Expedito Luna, médico epidemiologista e professor do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo, a razão está na maior probabilidade de efeitos colaterais para crianças nessa faixa etária.

“Nesse grupo, há mais eventos adversos neurológicos e menor imunogenicidade da vacina, o que significa que ela protege menos. Você aplica em cem crianças e vai haver menos proteção e mais efeitos colaterais”, explica.

Idosos Acima De 60 Anos

Atualmente, a vacina está recomendada para aqueles entre nove meses e 59 anos de idade.

Idosos acima dessa faixa etária precisam passar pelo médico para avaliar o estado do sistema imunológico e se o risco de serem contaminados pela doença é alto ou não.

De acordo com Luna, desde 2000 foi identificado no Brasil e em outros lugares do mundo que uma pequena proporção daqueles que tomavam a vacina podiam desenvolver um quadro grave, semelhante ao da própria febre amarela.

“No estudo desses raros casos de eventos adversos, identificou-se que era comum entre aqueles acima de 60 anos, com doenças do timo e doenças autoimunes. Isso levou a uma restrição maior no uso da vacina nesses casos.”

Pessoas Com Doenças Autoimunes

Pacientes em radioterapia, quimioterapia ou fazendo uso de corticoide, portadores de doenças autoimunes, como lúpus, doença de Addison e artrite reumatoide, são contraindicados a receber a vacina.

Como estão com o sistema imunológico suprimido pelas condições citadas acima, a vacina contra a febre amarela – assim como de outras em que há o vírus vivo atenuado, como caxumba, varicela, catapora – pode trazer efeitos colaterais graves.

“Em condições normais, o vírus inoculado da vacina não causará nenhum problema – ao contrário, ele irá estimular a criação de anticorpos contra a doença. Mas se houver problemas com a imunidade, pode ocorrer desse vírus atenuado se multiplicar e causar reações adversas”, explica Siqueira, da Fiocruz.

CLIQUE NO LINK E VEJA VÍDEO EXPLICATIVO

http://globotv.globo.com/g1/g1-ciencia-e-saude/v/febre-amarela-tudo-o-que-voce-precisa-saber/6428741/

Quem Pode Tomar

Todas as pessoas não pertencentes aos grupos citados acima e que vivem em área de risco para a doença, conforme determinado pela Secretaria de Saúde de seu Estado, devem procurar postos de saúde para tomar a vacina.

Pessoas que viajarão para essas regiões também precisam se imunizar – nesse caso, dose deve ser aplicada no mínimo dez dias antes da chegada.

Nos postos, é necessário passar por uma triagem antes da imunização para definir se há ou não contraindicação.

Entre os dias 29 de janeiro e 9 de março, os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia irão realizar uma campanha de vacinação fracionada – o que significa que a dose de febre amarela, de 5 mg, será dividida em cinco partes para ser aplicada em mais pacientes.

De acordo com o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos/Fiocruz), a dose fracionada protege contra a doença por até oito anos.

Fonte: G1


Meninas , Prestem Bastante Atenção : O Treino De Membros Superiores Têm Que Ser Feito Na Mesma Seriedade De Membros Inferiores – Mais Uma Super Dica Do Dr. Rodrigo Schroder

Motivos: Você não ficará gigante! Esqueça ! Você não tem liberação hormonal para tal, as regiões androgênicas para tal não te favorecem em membros superiores. Portanto, mulher MUITO GRANDE e desproporcional em Membros superiores em 99,99999% dos casos tomou muito esteroide anabolizante! Eu disse MUITO!

A simetria é o aspecto mais bonito em busca do corpo perfeito (estes que buscam, porque corpo perfeito mesmo é o saudável)! Não adianta pernas lindas e superior sem linha ! Não adianta pernas fortes para as tarefas diárias e superiores fracos!

TERCEIRO: VOCÊ NÃO TEM FACILIDADE PRA FICAR GRANDE! DEIXA DE SER MENTIROSA E CANSADA! Vá treinar … Dê tchau! Balançou ? Vai treinar braço.

Ele é muito figura gente! Eu curto demais! Esse post foi pra mim. Corro de malhar braço (rsrsrs…)


BOTICARIO