Katy Cardoso

Isso É O Que Acontece Quando Você Corta Frutas E Verduras Da Sua Dieta Low Carb

Do inglês, “low carb”, em tradução livre, significa poucas calorias. Uma dieta com essa pegada pede alguns cortes, como de frituras, gorduras ruins e açúcares, além de, claro, uma redução na ingestão de carboidratos. Mas, como tem gente que é “8 ou 80”, acaba levando os níveis de restrição a um patamar que chega a ser perigoso para a saúde, eliminando também frutas e até verduras.

De acordo com um novo estudo da Universidade McMaster, nos Estados Unidos, em 100 gramas de frutas e verduras você pode ter até 60 gramas de carboidrato, entretanto, por serem fontes ricas em fibras e vitaminas, elas agem como aliadas para uma saúde de ferro.

A pesquisa concluiu que uma dieta saudável contém aproximadamente 500 gramas diários de vegetais, sem contar grãos e raízes. Para distribuir essa quantidade equilibradamente entre as suas refeições, é fundamental consultar um nutricionista. E vale ficar alerta: uma vez que você elimine esses ingredientes, pode provocar uma baixa na imunidade e abrir portas para uma série de doenças.

É só não exagerar! Tudo na medida certa.



Saiba Quais São Os Alimentos Que Ajudam A Turbinar Os Músculos

Os alimentos também são fundamentais para o bom funcionamento dos músculos durante os treinamentos, ajudando a evitar problemas.

Com o fim do ano chegando, muitas pessoas já começam a pensar em pôr em prática seu “Projeto Verão 2018”. Engana-se que pensa que para conquistar aquele corpo bonito basta pegar pesado na musculação. Além de exercícios frequentes, é preciso seguir uma alimentação correta, que ajude na formação e na regeneração muscular.

— Para os músculos ficarem fortes, são necessárias algumas etapas: treino intenso, descanso muscular e alimentação adequada. Quando você faz um exercício físico, as fibras musculares são rompidas, e esses alimentos, em forma de aminoácidos, vão trabalhar na reparação e na construção dos tecidos, aumentando a massa muscular — explicou a nutricionista Andrea Marim, especialista em Nutrição Esportiva.

Os alimentos também são fundamentais para o bom funcionamento dos músculos durante os treinamentos, ajudando a evitar problemas.

— Eles ajudam a prevenir dores e lesões musculares. Por isso, é importante ter atenção redobrada na hora de montar as refeições, pois proteínas, grãos, carboidratos e gorduras boas proporcionam mais resistência e contribuem para o processo de recuperação de lesões — disse o endocrinologista Francisco Tostes, especialista em Medicina do Esporte e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

É errado achar que encher o prato de variadas fontes de proteínas e comê-las de uma vez pode aumentar o ganho de massa muscular. O corpo só consegue aproveitar determinada quantidade de proteínas.

— Todo o excedente será descartado. Então, devemos respeitar a individualidade e calcular o quanto cada pessoa precisa de proteína. Se comer demais, pode acabar engordando — alertou a nutricionista Andrea Marim.

O que consumir:

Frango

Possui aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo nosso organismo, e entre os benefícios estão a regeneração dos órgãos, o suporte à produção de proteínas e ainda minimiza a fadiga muscular.

Ovo
A clara é fonte de proteína e ajuda no crescimento e manutenção dos músculos. A gema concentra grande parte das vitaminas e minerais.

Amêndoas
É composta por gordura monoinsaturada, ótima para o coração, e dá sensação de saciedade. Por ter em sua composição manganês, cobre e riboflavina são boas fontes de energia para o dia.

Quinoa
Fonte de carboidrato que possui vitaminas, sais minerais e uma série de aminoácidos. Ajuda na aceleração do metabolismo e evita a produção excessiva de insulina.

Frutos do mar
Boas fontes de proteínas, vitaminas, magnésio, minerais e zinco. Opte sempre por porções grelhadas ou cozidas.

Água
A hidratação é fundamental para que o músculo possa aumentar em força e volume.

Arroz e feijão
É uma combinação simples na qual são encontrados aminoácidos que se completam, formando um bom tipo de proteína.

Beterraba
Por ter nitrato, a raiz é um vasodilatador natural e auxilia no ganho de volume muscular.

Lentilhas e grão de bico
São leguminosas ricas em aminoácidos e possui uma boa quantidade de proteínas, que tem ação regeneradora.

Aveia
É um tipo de carboidrato rico em fibras e é digerida lentamente, dando mais energia para o corpo durante o treino.

Fonte: ibahia.com

BOTICARIO

Nutricionista De Juliana Paes Explica Jejum Intermitente: ‘Não É Uma Dieta’

Em entrevista ao Purepeople, Fernanda Muller tirou dúvidas sobre funcionamento da estratégia, alimentação durante o jejum e mais!

Para manter o corpo seco após emagrecer 13 kg para dar vida à personagem Cátia, da supersérie “Os Dias Eram Assim “, Barbara Reis aderiu ao jejum intermitente, ficando 16 horas sem comer. A prática, no entanto, não é a dieta do momento. “O jejum intermitente é uma estratégia de emagrecimento mas não é uma dieta. Para algumas pessoas pode ser muito interessante porque é uma fácil aderência ao programa”, explicou Fernanda Muller, nutricionista de estrelas como Juliana Paes, Deborah Secco e Luma Costa, também adeptas do padrão de alimentação. Em entrevista ao Purepeople, a profissional tirou todas as dúvidas sobre o jejum intermitente. Confira!

‘Pode beber água, café e chás’, afirma Fernanda Muller

Segundo a profissional, existem diferentes protocolos de jejum. “O mais utilizado é o 16/8. Ou seja, você faz uma janela de alimentação de 8 horas ativas do seu dia, como, por exemplo, de 12h às 20h, e ao fechar a janela, você entra em um jejum de 16 horas”, explicou, detalhando o que pode ser consumido durante as 16 horas: “A pessoa obviamente pode beber água, café sem açúcar e chás – desde que sejam naturais. Então o jejum é de calorias, de nutrientes”.

Alimentação low carb é pré-requisito para o jejum

Para aderir à estratégia, é preciso um ajuste prévio na alimentação. “Normalmente quem faz jejum intermitente são pessoas que seguem uma alimentação mais natural e low carb – com menos carboidrato e mais verduras, legumes, proteínas e gorduras naturais (gema do ovo, gordura do salmão, das castanhas, dos lácteos, coco, abacate, manteiga de cacau). Isso já faz com que a pessoa, naturalmente, sinta menos fome, e fique preparada. O jejum não deve ser a primeira opção, ele vem depois para otimizar o emagrecimento ou até para o autoconhecimento”, disse Fernanda, que acompanhou Luma Costa, madrinha de casamento de Marina Ruy Barbosa, durante o jejum para se preparar para a novela “Sol Nascente”.

‘O jejum ajuda evitando picos de insulina’, explica nutricionista

A explicação para o resultado do jejum intermitente está nos níveis de insulina no corpo. “Funciona porque eles ficam mais baixos. Insulina alta favorece o acúmulo de gordura e dificulta sua queima. O jejum ajuda evitando picos de insulina, fazendo com que a pessoa emagreça, e também pelo fato da pessoa deixar de comer várias vezes sem fome, sem necessidade”, explicou Fernanda, frisando que é preciso aplicar o jejum pelo menos quatro vezes por semana para ter resultado de emagrecimento.

‘É a alimentação natural antes da industrialização’, diz

De acordo com a nutricionista, que orientou Deborah Secco desde o final da gestação até dois meses após o nascimento de Maria Flor, não há contra-indicação para o jejum intermitente. “Se a pessoa tiver algum problema de saúde, por exemplo, diabetes, ou que faça uso de medicamentos, ela tem que fazer com orientação profissional. Pessoas saudáveis não precisam de orientação para jejuar, e sim para o que comer quando for se alimentar”, disse ela, que defendeu a estratégia: “É uma alimentação saudável que todas as pessoas podem fazer. É a alimentação natural do ser humano antes da industrialização. Não é nada moderno”.

Jejum intermitente não estimula perda de massa muscular

A profissional que acompanha Juliana Paes, adepta da malhação em jejum, desde o Carnaval 2016, explicou ainda que a estratégia não faz com que as pessoas percam massa muscular. “O importante para não perder massa muscular não é comer de três em três horas, é você malhar, manter o músculo ativo, e comer bem nas horas em que você se alimenta. O importante é o tanto de proteína que você consome ao longo do dia, não exatamente só antes ou depois do treino”.

Nutricionista descarta relação entre o jejum e gastrite

Fernanda Muller ressalta que a prática de jejum não causa gastrite. “A gastrite é uma inflamação na mucosa do estômago causada justamente pela alimentação errada. Se a pessoa tem tendência à gastrite, por exemplo, não deve tomar muito café durante o jejum porque é um irritante da mucosa gástrica”, afirmou.

(Por Vanessa Nogueira)

Tem muita gente praticando o jejum intermitente e tendo ótimos resultados no corpo e com a saúde.



Invista Nas Proteínas Vegetais E Tenha Sucesso Durante A Gravidez

A proteína é fundamental para a vida e, alguns tipos de proteína, estão totalmente relacionadas ao amadurecimento e liberação do óvulo, um processo mágico e enigmático da fertilidade feminina que é resultado de uma interação complexa de elementos.

A presença de proteínas de qualidade na dieta é muito importante porque contribui para um melhor equilíbrio bioquímico do organismo, ideal para alcançar o objetivo de ser mãe.

Portanto seu desafio é agregar à sua dieta as proteínas mais importantes para sua ovulação, que são as proteínas vegetais. Além disso, será importante reduzir os carboidratos, que também jogam um papel importante no sucesso da gravidez. É importante variar o consumo de alimentos como quinoa, grãos variados, milho, frutos secos e tofu. Com relação às carnes, prefira as carnes brancas e não processadas como frango e peru ou frutos do mar e peixes como sardinha ou salmão.

#dicadesaudedodia

 



Curioso! Cinco Fenômenos Que Acontecem No Seu Corpo Quando Você Faz Dieta

Se na mente você encara a dieta como um sacrifício, vai se surpreender ao saber o quanto ela pode ser ainda mais difícil ainda para o seu corpo. Ele entende o processo como uma guerra, mesmo que seja para o seu próprio bem. Por que isso acontece? Então não vale a pena fazer dieta? Veja todas essas respostas, agora.

“O mecanismo que permitiu à espécie humana sobreviver por séculos à guerra e a períodos de fome é o que continua trabalhando nessa época com excesso de oferta. O que fazia ficar vivo nos primórdios da civilização também faz a gente ficar obeso no século XXI. Desse modo, o seu corpo aciona vários mecanismos de defesa durante o processo de emagrecimento, que felizmente só começam a acontecer a partir da quarta semana, não é do dia para a noite”, diz o Dr. Wilmar Accursio, endocrinologista e nutrólogo, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Envelhecimento e diretor da Sociedade Brasileira de Medicina Estética.

O metabolismo desacelera

Existem diversos motivos para a desaceleração, mas um deles é que “a tireoide produz hormônios que são responsáveis pela aceleração do metabolismo e, durante o processo de perda de peso, a disponibilidade deles para os tecidos fica reduzida“, explica o endocrinologista.

Você gasta menos calorias

Isso vale para todas as atividades do seu dia a dia, de comer a subir uma escada. “Em média, o gasto é de 10% a menos! Para entender melhor, um exercício que fazia antes, quando estava com o peso estável e gastava 259 kcal, agora, depois de um tempo de dieta, gasta 225 kcal. Então não vale a pena? Claro que vale, senão seria pior“, lembra o médico.

Fica mais fácil guardar gordura e mais difícil perder

O corpo possui uma enzima chamada lipase lipoproteica, responsável por guardar gordura dentro da célula, que “fica mais ativa e predisposta a esse estoque quando se está perdendo peso. Quer mais? A capacidade de eliminá-la também fique menor”, diz o profissional.

Você sente mais frio

Sabe aquela tremidinha quando está muito frio? Ela é uma defesa do organismo que consiste na produção de calor e, para isso, é preciso muitas calorias para gerar essa energia. Segundo o especialista, “quando se está perdendo peso, esse mecanismo também diminui, ou seja, a capacidade de produzir calor fica menor. Significa? Se você fez dieta no inverno desse ano, provavelmente sentiu mais frio que no do ano passado”.

Você sente mais fome

Parece óbvio, mas, ao contrário da fome que muita gente sente porque faz restrições demais no cardápio, o que acontece aqui, tecnicamente falando, “é que o tecido gorduroso produz um hormônio chamado leptina, responsável por diminuir a fome. Se você tem uma quantidade menor desse tecido, naturalmente, faz com que a produção da leptina também caia, e o quê? A probabilidade de a fome aumentar é alta”, esclarece Accursio.

Devo parar de fazer dieta? 

Claro que não! E o nutrólogo te dá dois grandes motivos para isso:

– Embora o processo de emagrecimento, depois de certo período, diminua a velocidade em termos de perda de peso, “ele não é interrompido. Mas tenha perseverança e você continuará perdendo peso, sim!“, afirma o Dr. Wilmar.

– Se você emagrecer e permanecer com o peso lá em baixo de três a seis meses, “esses mecanismos de defesa ‘desistem’, porque você atingiu um novo ponto de estabilidade e ele pensa ‘opa, acabou a guerra’!”, diz o endocrinologista.

Muito interessante! É por isso que é fácil desistir de fazer dieta. A gente começa e sente muita fome dentre outras coisas citadas acima. O fato é que temos que perseverar. Quando o corpo pega o ritmo, já era!



Terça-feira É Dia De Podóloga Na Ortofisio – Toda Terça Viu! Marque Já Uma Consulta!

E aí? Tem alguma micoses, unha encravada, calos, calosidades, rachaduras, frieiras ou algo que está deixando seus pés grossos? Já está na hora de ficar livre desses problemas! Agora, na Ortofisio, dia de terça é dia de cuidar dos pés!

De acordo com as associações de Podologia, a situação ideal seria visitar o podólogo uma vez por mês, em especial no caso de pessoas com fatores de risco, tais como diabéticos, doentes reumáticos, pessoas com problemas de circulação, entre outros.

É muito importante as pessoas irem a este profissional, não apenas por estarem com problemas nos pés mas também para mantê-lo sempre macios, hidratados e com um ótimo aspecto, ok!

Ortofisio

Fone: 73 3534-3007

BOTICARIO

10 Razões Para Fazer Atividade Física E O Que Fazer Para Ter Uma Ótima Motivação

momaii-fitness_spin-png

1ª) Tendência de inoculação de vários tipos de doenças orgânicas (pressão alta, diabetes e outras);

2ª) Melhor disposição física para as atividades do dia a  dia;

3ª) Melhor força muscular;

4ª) Estética corporal “atlética”;

5ª) Regulação do sono;

6ª) Recuperação mais rápida dos esforços rotineiros;

7ª) auto imagem positiva;

8ª) Maior autoconfiança; otimismo frente os desafios;

9ª) Regulação do humor,

10ª) Sentimento frequente de recompensa, e muitos outros que poderiam esgotar esse texto.

 

Com esses elementos a pessoa tende a avaliar um programa de exercícios físicos como o “objeto” que irá satisfazer suas necessidades. Com isso, terá grandes possibilidades de iniciar um comportamento motivado para a prática e manutenção de um programa regular de exercícios físicos e tudo o mais que for necessário para se manter saudável, longe de doenças e feliz com seu corpo.

Ao dar continuidade aos primeiros passos de um comportamento motivado, é fundamental sustentá-lo e integrá-lo aos fatores extrínsecos (ambientais) juntamente com os fatores intrínsecos (pessoais). Significa então, que um forte apoio profissional e de alta qualidade pessoal e profissional devem fazer parte desse desafio – manter-se em boa forma psicofísica.

Além disso, um ambiente seguro, agradável e com infra-estrutura compatível com os objetivos favorecem um bom nível de motivação. Por outro lado, tudo o que for feito em termos de treinamento deve ter uma consequência positiva em relação aos objetivos pessoais. E mais, a partir do momento em que cada etapa ou meta for atendida outros desafios precisam ser vislumbrados e/ou mobilizados para que a motivação não perca intensidade.

Outro fator que deve ser considerado fundamental é o nível de prazer que a pessoa usufrui praticando determinada atividade. O desenvolvimento do prazer certamente levará a pessoa (atleta ou praticante de exercícios físicos) a melhor suportar o processo de treinamentos, consequentemente um melhor rendimento será observado. A melhoria constante desse rendimento aumenta a percepção do nível de conquistas pessoais e leva a pessoa a obter um maior nível de fatores intrínsecos e extrínsecos da motivação.

O fundamental é você se encontrar em alguma atividade física. Assim você fará com prazer, terá um melhor rendimento e determinação. O importante é dar o primeiro passo.



CLÍNICA FERMED – A Clínica Mais Completa Da Região – No Entroncamento De Jaguaquara

Recém inaugurada no Entroncamento de Jaguaquara, a CLÍNICA FERMED chegou com uma grade completa de especialidades e com os melhores profissionais do mercado.

Com o objetivo de oferecer o melhor para a população de Jaguaquara e cidade circunvizinhas, Dr. Élio Boa Sorte, família e equipe, fizeram esse espaço, todo dedicado aos cuidados com a saúde de crianças, jovens, adultos e idosos. É uma clínica que tem o prazer em fazer um excelente atendimento médico para você e sua família, com muita responsabilidade e o cuidado necessário. A satisfação e bem estar do paciente é a marca da CLÍNICA FERMED.

Assim, caso você precise fazer consultas médicas com clínico geral, urologista, endocrinologista, cardiologista, angiologista, ginecologista, obstetra, ortopedista, oftalmologista, pediatra, fisioterapeuta dentre outras especialidades, é só ligar para a FERMED e agendar seu horário. Veja abaixo a grade com os médicos, suas especialidades e os serviços oferecidos pela Clínica.

PROFISSIONAIS e ESPECIALIDADES

Dr. Élio Boa Sorte – Anestesia / Clínica Médica

Dr. Radmesse de Britto Neto – Cirurgia Geral

Dr. Antonio Damaceno – Cirurgia Geral

Dr. Francisco de Sales Reis – Urologia / Cirurgia Geral

Dr. João Sergio Lantyer – Urologia / Cirurgia Geral

Dr. Leandro Rheinschimitt – Ortomolecuar / Endocrinologia

Dr. Diego José Cardoso – Ultrassonografia

Dr. Emilson Vilarino Junior – Cardiologia

Dr. Ernest Guilherme Thomi – Neurologia / Neurocirurgia

Dr. Fabio Oliveira Pinto – Angiologista

Drª Lorena Di Gregorio – Medicina do Trabalho / Clínica Médica

Dr. Davi Souza – Ginecologia / Obstetrícia

Dr. Lucas Nonato – Pediatria

Drª Carol Perrone – Pediatria

Dr. Paulo Cesar Castro – Ortopedia

Dr. Eljmar Boa Sorte – Clínica Médica

Dr. Moaci Martinelli – Coloproctologia / Endoscopia

Dr. Argemiro Pereira – Clínica Médica / Cirurgia Geral

Dr. Rogério Lefundes – Anestesia

Dr. João Inácio Neto – Anestesia

Dr. Alex Augusto – Oftalmologia

Dr. Leandro Pereira Silva – Fisioterapia

Drª Gisele Passos – Fisioterapia / Estética Corporal

Drª Valéria Oliveira – Nutricionista

Drª Milena Ferraz – Fonoaudiologia

SERVIÇOS

Biópsia de Próstata

Cirurgia

Colonoscopia

Eletroencefalograma

Ecocardiograma

Eletrocardiograma

Estética Corporal

Endoscopia Digestiva

Escleroterapia

Fisioterapia

Laboratório De Análises Clínicas (Qualidade Diagnóstica)

Preventivo

Serviços de Enfermagem

Ultrassonografia

Endereço: Rua Paulo Ovídio Nascimento, nº 101 – Entroncamento de Jaguaquara

Tel: 73 3530-1166

Email: [email protected]

Facebook: Fermed Boasorte

 



CRIOLIPÓLISE Na Clínica Ortofisio De Jaguaquara – Dia 09 De Novembro – Agende Seu Horário

Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a criolipólise usa baixas temperaturas para acabar com a gordura localizada. O aparelho é colocado na superfície da pele, fazendo as células de gordura serem congeladas a temperaturas negativas para serem destruídas. O dermatologista Cláudio Mutti, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que, em contato com a baixa temperatura, as células de gordura – chamadas de adipócitos – se rompem totalmente. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expele naturalmente. O tratamento vem fazendo tanto sucesso que está sendo chamado de “a nova lipoaspiração”, com a diferença de que diferentemente desse método, a criolipólise não é um procedimento cirúrgico.

A criolipólise não é um tratamento para sobrepeso ou obesidade. Ela é opção para pessoas que tenham gordura localizada em algumas regiões corporais, o famoso pneuzinho no abdômen ou até mesmo a gordurinha que fica entre as pernas. De acordo com o fabricante, o procedimento elimina até mesmo aquela gordura incapaz de ser combatida com dieta e exercícios físicos. Olha que legal! Dê uma ligadinha para a ortofisio e tire suas dúvidas.

Dia 09/11/2017
Liga e agenda seu horário!
Clinica Ortofisio
Tel: (73) 3534-3007



Ômega 3 Kids – Vendendo Na Clínica Ortofisio De Jaguaquara

O Ômega 3 Kids é um suplemento alimentar desenvolvido especialmente para as crianças, com cápsulas em formato de peixinho e corantes naturais. Seu tamanho facilita a ingestão e pode ser mastigada pois tem sabor de cereja, reduzindo o gosto de peixe, natural do óleo.

É constituído por substâncias que atuam em benefício da criança, auxiliando desenvolvimento cognitivo, reduzindo os níveis de colesterol, reforçando o sistema imunológico, prevenindo e auxiliando o tratamento da obesidade, contribuindo desta forma para o bom desenvolvimento infantil. Os Ácidos Graxos do tipo Ômega 3 são considerados ácidos graxos essenciais porque são fundamentais à saúde e não são produzidos pelo organismo, sendo necessário obtê-los através de dieta ou suplementação.

A ingestão de Ômega 3 contribui de maneira significativa para a saúde cerebral e da visão. O EPA atua controlando os níveis de lipídios no sangue, reduzindo os níveis de triglicerídeos e de colesterol ruim (LDL), trazendo benefícios para a prevenção da obesidade infantil e suas complicações.

Cientistas da Universidade de Nevada (EUA) descobriram que a ingestão de óleo de peixes, rico em ômega-3, pode auxiliar no tratamento de crianças acima do peso. O resultado da pesquisa demonstrou que crianças com idade entre 10 e 18 anos que receberam o óleo de peixe melhoraram seu perfil de gorduras no sangue de forma significativa, baixaram os níveis de triglicerídeos e aumentaram o colesterol HDL (colesterol bom). Houve uma melhora da concentração e hiperativismo: O Déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é o distúrbio neurológico mais comum em crianças.

Um estudo piloto visando avaliar os efeitos da suplementação de EPA e DHA em crianças com TDAH relatou melhorias significativas no comportamento das mesmas (inatenção, hiperatividade, comportamento de oposição / desafio, e transtorno de conduta), sugerindo que a suplementação com ômega 3 pode trazer benefícios para o controle do distúrbio.

INDICAÇÕES: Auxílio na prevenção e tratamento da obesidade infantil; Atua no controle dos níveis de colesterol; Prevenção do diabetes; Auxílio no desenvolvimento mental infantil; Auxílio no desenvolvimento e função do sistema visual; Reforço do sistema imunológico.

Já dei esse Ômega 3 aos meninos lá em casa, eles adoravam, pois parece uma jujuba bem deliciosa. Só compro na Clínica Ortofisio de Jaguaquara esse mesmo da foto e com todas as indicações e informações do post.

ORTOFISIO JAGUAQUARA – Fone: 73 3534-3007


BOTICARIO