Katy Cardoso

Descubra Maneiras De Se Conectar Com Seu Filho Por Meio Das Brincadeiras

O brincar, para a criança, é uma forma de expressar os sentimentos e o modo como ela percebe o mundo. “É terapêutico, pois é o modo que ela têm de comunicar o que sente, já que ainda não tem a habilidade de fazer isso em uma conversa madura, por exemplo”, diz a psicóloga infantil Mariana Gomes FreireE é nesse momento lúdico que você ensinar e tirar vários aprendizados. Olha só!

A forma correta de brincar

Antes de tudo, é fundamental ter em mente que você não pode brincar com o pequeno como uma colega dele, mas como um pai, sendo assim, “não aja como se estivesse competindo com ele. Se vencê-lo de forma injusta, tirando proveito de toda a sua experiência, além de ele se sentir injustiçado, também aprende que pode se beneficiar de alguém em desvantagem em relação a ele mais para a frente”, alerta a psicóloga.

Aproveite para conhecer os pontos fracos e fortes da criança

Durante a brincadeira, é possível conhecer as nuances da criança, entre competências ou dificuldades, que, segundo a profissional, “podem ser emocionais (desistir do jogo, ser intolerante com o tempo de cada um, não saber lidar com a frustração, etc.) ou físicas (dificuldades motoras ou em relação a força, equilíbrio, etc.). A partir daí, é possível criar situações que levem o filho a superar essas dificuldades, e dependendo de sua gravidade, vale procurar ajuda profissional”.

Perceba o feedback que a criança te dá

E use isso para melhorar a sua relação com ela, ou até mesmo com o mundo. “Observando a criança em seu momento lúdico, em que ela está completamente desarmada, você consegue identificar bem como ela se porta e lida com aquela situação. Se grita muito, provavelmente é porque aprendeu com você ou com alguém da família desse modo, portanto vale refletir se não é hora de mudar essa postura”.

Brinque e ensine

De acordo com Mariana, o contexto lúdico, ou seja, a hora da brincadeira “é um momento muito especial para inserir valores que você quer transmitir de modo mais tranquilo. Mesmo que você acredite que as historinhas são um super meio de ensinar a ‘moral da história’ para a criança, a verdade é que sua postura em relação a regras, tolerância, cooperação, respeito e justiça quanto ao jogo estão todo o tempo sendo observadas por ela. Então, capriche!”.

repost: daquidali

Comentários